Surf na terceira idade é possível: Conheça os benefícios

Pessoas acima dos 60 anos usam a prática do surf para unir diversão e qualidade de vida.

Com o aumento da expectativa de vida, as pessoas da terceira idade não abrem mão de buscar maneiras para viver bem. O surf, prática adotada por muitos jovens para manter a forma e estar em contato com a natureza, vem angariando adeptos com mais de 60 anos que, além de diversão, buscam longevidade.

Não existe idade para pegar onda e ter uma vida mais saudável. Foto: iStock, Getty Images

Pode parecer estranho ver pessoas de 60, 70 e até 80 anos com uma prancha embaixo do braço, dirigindo-se ao mar em busca das melhores ondas. Porém, essa cena tem sido cada vez mais comum. Um exemplo é Santos, no litoral paulista, que incentiva a prática com o projeto Surf na Terceira Idade.

Benefícios do surf para os idosos

O esporte, além de aumentar a autoestima, trabalha os músculos do peito, dos braços, do abdômen e das pernas. Também promove uma melhora cardiorrespiratória bastante significa e ajuda no equilíbrio, fundamental para se manter em pé em cima da prancha.

A prática do surf ajuda a evitar e combater a depressão e a ansiedade, libera os hormônios do prazer e do bem-estar e auxilia no controle do peso, do diabetes e até da hipertensão.

Um dos maiores exemplos de que o surf não tem idade é o desportista Afonso Freitas. Prestes a completar 84 anos, o carioca é considerado o surfista mais velho do Brasil. Freitas, no lugar da cadeira de balanço, usa quase que diariamente o pranchão para deslizar sobre as ondas do Recreio, no Rio de Janeiro.

Sua determinação rendeu o livro “Saúde em suas mãos”, lançado em 2004 e distribuído pelo próprio autor. Nele, Freitas fala sobre a sua vida saudável e menciona os benefícios que o surf trouxe não apenas para ele, mas para toda a sua família.

Cuidados na prática do surf na terceira idade

Como qualquer outra atividade, a prática por pessoas da terceira idade deve ser orientada. Se não for executado com cuidado, o esporte pode trazer mais prejuízos que benefícios.

Os primeiros cuidados já devem ser tomados antes mesmo de entrar na água. O bloqueador solar é um item essencial para evitar a nocividade dos raios e as consequências na pele dos idosos, que é bastante fina e delicada.

Saber nadar é outro pré-requisito para entrar na água e aproveitar o que o mar pode trazer. Mesmo para aqueles que se viram bem na água, conhecer as condições do mar torna a prática mais segura e prazerosa. Jamais entre no mar se esse estiver muito agitado.

Fazer refeições leves e tomar muita água para hidratar também ajuda o corpo a manter um bom funcionamento e, dessa forma, trabalhar adequadamente.

Um último conselho é procurar uma escola com instrutores profissionais de surf. Eles estão aptos para orientar sobre a melhor forma de deslizar sobre as ondas sem qualquer risco à saúde.

Gostou das dicas de atividade física? Então deixe um comentário!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *